(11) 2063 4007 imacsp@uol.com.br

História

A origem da Congregação das Religiosas de Maria Imaculada enraiza-se no século XIX, em Madri, Espanha, precisamente a 11 de junho de 1876, pela sua fundadora Santa Vicenta Maria López y Vicuña.
A Congregação cresceu e expandiu-se para outros países da Europa, Ásia, África, Américas do Norte, Central e do Sul.

No ano de 1921 chegou ao Brasil, na cidade do Rio de Janeiro, enviada pela Revma. Madre María Teresa Orti, segunda Superiora Geral do Instituto, a primeira missão de Religiosas Filhas de Maria Imaculada. Compunha-se das Irmãs Maria del Consuelo Maciá, María de Loyola Capullé e Manuela María Roca, naturais da Espanha, provenientes de Buenos Aires, Argentina. Partiram, rumo ao Brasil, no vapor Arlanza no dia 15 de outubro, dia da Grande Santa de Ávila, Teresa de Jesus, aportando em nosso solo, quatro dias depois, em 19 de outubro do mesmo ano.

As Irmãs, em 08 de dezembro de 1921 fundaram a primeira Casa, na residência do Exmo. Sr. Dr. Adolfo Pereira de Burgos Ponce de León, situada na Rua Joaquim Murtinho, 247, no bairro de Santa Teresa, no Rio de Janeiro, doada por sua filha, a Exma. Sra. Dona Maria Sebastiana Ponce de León, iniciando assim, a "Obra de moralização e preservação da juventude feminina", que, com o decorrer do tempo difundiu-se com a criação de novas Casas pelo Brasil.
V. Excia. Revma. Monsenhor Maximiano da Silva Leite foi a força vital dessa Fundação, e em quem as Religiosas encontraram durante o primeiro qüinqüênio da existência do Instituto, como também, posteriormente, o Bispo V. Exa. Revma. Dom Joaquim Mamede da Silva Leite, eminentes benfeitores, orientadores zelosos e boníssimos Pais espirituais da Congregação.
Do ano de 1921 a 1926 a Congregação do Brasil estava subordinada à Província da Argentina.

Em 22 de fevereiro de 1931, a Congregação adquiriu uma casa, em São Paulo, situada na Avenida Nazareth, 711, implantando assim o Instituto Maria Imaculada, no bairro do Ipiranga, sendo as fundadoras as Irmãs María Buen Suceso, María Cesária, María de la Sagrada Família, María del Sagrado Corasón, María de Santo Alonso, María Idoya e Mercedes de Jesus.

No dia 15 de março do mesmo ano de 1931, V. Rev. Monsenhor Florentino Sinon, abençoou as dependências da Casa dando-se início ao novo Internato.

No ano de 1931 a Madre Geral chamava-se Madre María Concepción Marques, e a primeira Superiora Provincial do Brasil, Irmã Maria Pureza Gil.
Algumas adaptações na Casa se fizeram necessárias para melhor acolher as suas moradoras.

Na data de 05 de abril de 1931, registrou-se oficialmente a inauguração do Instituto Maria Imaculada, com a celebração da Primeira Missa, às 08 horas, pela V. Revma. Monsenhor Gastão Pinto - Vigário Geral de São Paulo, contando com a presença das fundadoras desta Casa. Além da Comunidade constituída pelas Irmãs da Casa, presenciaram à cerimônia, as Irmãs da Casa da Alameda Glete, no bairro de Santa Cecília, hoje instaladas na Alameda Itu, no bairro de Cerqueira Cesar, ambos em São Paulo, as Irmãs da Congregação da Sagrada Família, da Congregação de Nossa Senhora das Graças, de Nossa Senhora Auxiliadora, do Instituto Padre Chico, também em São Paulo, e senhoras amigas.

A Casa, ainda, necessitava de ampliação a fim de acomodar as alunas internas e semi-internas que iriam preencher as classes do antigo Curso Primário. Assim foi plantada a semente da primeira escola do Instituto, através do Ato nº 800 do Departamento da Educação - S.E., de 12-04-1932.
Tempos mais tarde, surgiu um grande benfeitor na região do Ipiranga, o Conde Doutor José Vicente de Azevedo que com seu espírito generoso doou ao Instituto um grande terreno ao lado da Casa, para a construção de um prédio conjunto.

Em 1950, foi idéia iniciar um novo noviciado no Brasil, e em 1953 deu-se a inauguração, ocasião em que o Instituto foi entregue para a prática do noviciado, com o ingresso de doze noviciárias na Ordem, tendo a Irmã Maria Pagan como Irmã Superiora e Mestra das noviças.

Graças à sua expansibilidade o Instituto Maria Imaculada foi-se desenvolvendo e, no terreno, ao lado, adquirido pela Congregação no ano de 1946, mais a arrecadação de donativos de inúmeros benfeitores, pôde-se nele construir em 1956 o tão sonhado prédio escolar. Naquele momento oportuno, surgiu o benfeitor Senhor Doutor Piero Roversi, que em seu testamento dispôs, a doação por morte, de vultosa quantia destinada à formação educacional de crianças. Com a ajuda e empenho da viúva, a Senhora Dona Honorina Z. Roversi, pessoa também dedicada às causas filantrópicas, deu-se enfim a concretização do intento: a construção do prédio escolar, o atual Colégio Maria Imaculada "Dr. Piero Roversi", sito na Avenida Nazareth, 711, no bairro do Ipiranga, em São Paulo.

Encontra-se ao lado da porta de entrada, afixada uma placa de bronze como prova de reconhecimento, os dizeres: "Edifício doado ao Instituto Maria Imaculada pela Exma. Sra. Dna. Honorina Z. Roversi, em memória do seu Exmo. esposo Sr. Dr. Piero Roversi - São Paulo, 26 de Fevereiro de 1956."

Na data de 26 de fevereiro de 1956, foi inaugurado o Ginásio Maria Imaculada "Dr. Piero Roversi", iniciando suas atividades com duas turmas do antigo 1º ano do Curso Ginasial totalizando noventa alunos.

O Colégio passou a adotar como emblema o mesmo escudo da Congregação das Religiosas de Maria Imaculada, ostentando-o também no uniforme escolar. O escudo apresenta o seguinte significado: um campo azul celeste indica as metas sobrenaturais do Instituto, cuja finalidade é abrir o Reino às almas que vivem à sua sombra. O mar revolto, na parte inferior do escudo, representa o mundo cheio de perigos para as pobres almas; dele emerge uma rocha, porção da penha viva que é Cristo e a Congregação, que resiste valentemente ao choque das ondas. A rocha apresenta-se com sete cumes correspondentes às virtudes teologais: a fé, a esperança e a caridade, e as virtudes cardeais: a prudência, a justiça, a fortaleza e a temperança, as quais praticadas pelas Religiosas servem de apoio e enraizamento à açucena, símbolo da pureza da juventude, flor delicada que abre suas pétalas para o Sol radiante do Nome de Maria, que vivifica com sua doce eficácia e proteção. As estrelas que circundam o símbolo de Nossa Rainha, são as almas que por meio do Instituto, serão Sua glória eternamente, e com mais razão, a de Suas Religiosas de Maria Imaculada.

Em 1975 a Casa passou por outra reforma a fim de dar alojamento, em regime de pensionato à jovens, residentes e universitárias que dão preferência por instituições religiosas pelo caráter altruísta e moral. A Casa continua dando acolhimento carinhoso, com amor, alegria, diálogo, respeito e acompanhamento por Irmãs experientes, auxiliando, protegendo, compartilhando com as jovens a glória do dom da fé e da vida.

Em 1977 o Colégio iniciou uma nova etapa de cursos, quando foi introduzido o Ensino de 2º Grau, com Habilitações Profissionais: Auxiliar de Laboratório e Análise Química e Habilitação Específica de 2º Grau para o Magistério. Em 1979 passou a funcionar o Curso Supletivo em nível de 1º e 2º graus na modalidade Suplência, vindo a substituir o Curso Regular de 5ª a 8ª séries, com funcionamento no período noturno. No ano de 1983 foi autorizado o encerramento das atividades do Curso de 2º Grau com Habilitação Profissional: Auxiliar de Laboratório de Análises Químicas.

No ano de 1996, o Instituto Maria Imaculada, tendo como Provincial Irmã Begoña Ariza e Irmã Amélia Irie como Superiora da Casa deu início à ampliação do Colégio Maria Imaculada "Dr. Piero Roversi", com a construção de mais salas de aula, de computação, banheiros femininos e masculinos, o melhoramento do salão de festas, do anfiteatro, quadras de esportes, podendo-se, assim, implantar, no ano de 1997 os cursos de: computação e Segundo Grau Regular.

O Colégio Maria Imaculada "Dr. Piero Roversi" continua sendo mantido pelo Instituto, oferecendo para 1997 a Educação Básica: Educação Infantil (Pré-escola), Ensino Fundamental (1ª a 8ª séries do 1º Grau), e Ensino Médio (2º Grau Regular), com o empenho e dedicação da Senhora Diretora Irmã Carly Sabino da Cunha.

Nas datas de 12, 13 e 14 de novembro de 1997, os alunos do Colégio participaram de um Seminário sobre a Santa Vicenta Maria López y Vicuña pela comemoração do sesquicentenário de seu nascimento ocorrido em Navarra, Espanha a 22 de março de 1847.
Colégio Maria Imaculada
Av. Nazaré, 711 - Ipiranga
CEP 04263-000 - São Paulo/SP
(11) 2063 4007
imacsp@uol.com.br
© 2017. Colégio Maria Imaculada. Todos os direitos reservados.